Home RIO BRANCO Rio Branco desliga sete jogadores, mas promete novos reforços

Rio Branco desliga sete jogadores, mas promete novos reforços

427
 PUBLICIDADE

Clique na capa para acessar a nova edição do Futebol Acreano em Revista

MANOEL FAÇANHA

O vacilo da chance de assumir a liderança do primeiro turno do Campeonato Acreano já teve sete vítimas do Rio Branco. Ontem (28), a diretoria alvirrubra desligou sete jogadores. O volante Leo Mineiro, talvez o jogador mais regular da equipe na temporada, foi um dos dispensados. Na lista ainda consta o zagueiro Anderson, o lateral direito Pedro Balu, o volante Kássio, o lateral esquerdo Léo Morais, o meia-atacante Amarildo Ristof e o atacante Josimar.

Nas redes sociais, muitos torcedores se manifestaram contrario a saída de alguns jogadores, entre eles, o volante Léo Mineiro e o meia-atacante Amarildo Ristof. O volante vinha realizando bons jogos e o meia-atacante, quando tinha oportunidade de jogar, era uma referência de força para o ataque, além da boa movimentação.

Natural de Amambai MS, o meia-atacante Amarildo Ristof, 29 anos, explicou que ninguém pediu para deixar o clube, mas sim, foram dispensados pelo treinador. O atleta comentou que existem inúmeros jogadores descontentes com o trabalho de Cristian de Souza.

Princípio de protesto

Na arquibancada do CT do José de Melo, torcedor pinta faixa pedindo a saída do treinador Cristian de Souza. Foto/Cedida

Na tarde de ontem (28), no CT do José de Melo, houve um princípio de protesto contra o treinador Cristian de Souza, mas a ação acabou abortada pelo gestor de futebol Carlinhos Farias. O dirigente convenceu o grupo de torcedores que não existia necessidade da ação, prometendo a chegada de nove reforços ao clube.

Versões

O desligamento do volante Leo Mineiro, assim como meia-atacante Amarildo Ristof, segundo declaração do gestor de futebol Carlinhos Farias para a equipe da Rádio Eco Acre FM 106.5, está ligado a dois fatores: comportamento indesejável dos atletas e o planejamento do clube para o restante do calendário.

Os atletas negaram a versão apresentada pelo dirigente alvirrubro. O volante Léo Mineiro chegou a comentar que o gestor não teria sido correto com ele.