Home OUTROS ESPORTES Insatisfeitos com federação de basquete, atletas organizam boicote

Insatisfeitos com federação de basquete, atletas organizam boicote

533

Jogadores alegam falta de competições, pouco incentivo e ausência de espaço próprio para a modalidade. Presidente da entidade diz desconhecer ação

Neto Bandeira acredita no boicote e diz ter abandonado o basquete por falta de apoio da federação (Foto: Neto Bandeira/Arquivo Pessoal)

Neto Bandeira acredita no boicote e diz ter abandonado o basquete por falta de apoio da federação (Foto: Neto Bandeira/Arquivo Pessoal)

Rio Branco, AC – Apenas dois times compareceram ao congresso técnico da Campeonato Acreano de Basquete Sub-21 masculino, marcado para a semana passada, na sede da Federação Acreana de Basquete (Feab) e existe a possibilidade de boicote à competição por parte de alguns atletas e dirigentes. Uma das alegações dos jogadores é a falta de competições, incentivo e espaço próprio para a modalidade.

Neto Bandeira acredita no boicote e diz que deixou as quadras pela falta de incentivo por parte da Feab. A eleição, segundo ele, foi irregular e muitos atletas não contam com o apoio da entidade caso sofram algum tipo de problema durante as competições. Hoje, como ex-atleta, ele diz dedicar-se a ajudar os jogadores acreanos.

– Os atletas nunca tiveram incentivo por parte da federação. A entidade nunca fez muito por nós e as competições são poucas. Fui atleta e por causa de poucos eventos esportivos deixei o esporte de lado e me propus a ajudar os jogadores. O basquete está acabando aqui no Acre. Por que só a documentação do Plácido de Castro que foi “barrada”, sendo que as outras também tinham irregularidades? A eleição foi irregular, ninguém queria mais o Atevaldo (Santana, presidente da Feab) no poder, então por que ele ganharia? – questiona Bandeira.

Atleta joga no time Lakers e diz que o time não tem nenhum tipo de apoio por parte da federação (Foto: Dholfo Moura/Arquivo Pessoal)

Atleta joga no time Lakers e diz que o time não tem nenhum tipo de apoio por parte da federação (Foto: Dholfo Moura/Arquivo Pessoal)

O atleta do time Lakers, Dholfo Moura, diz ouvir de vários jogadores as reclamações sobre poucas competições da modalidade no estado. Ele não acredita em “boicote” por parte dos atletas, mas diz que os mesmo estão procurando as próprias alternativas para a falta de campeonatos e destaca que o time pelo qual joga não tem apoio da federação.

– O final de semana passado nós mesmos nos reunimos e fizemos um campeonato entre si. Iremos fazer outro neste fim de semana, na quadra do Parque da Maternidade. Nós temos poucos campeonato, esse Sub-21 já era pra ter começado. Segundo o Atevaldo, a federação vai ganha um micro-ônibus, mas mesmo assim os atletas não ser conformam por que esses problemas já vêm de muito tempo – lembra Moura.

O outro lado

O presidente da Federação Acreana de Basquete (Feab), Atevaldo Santana, diz desconhecer a ação de boicote, mas destaca que caso esteja acontecendo, a entidade irá fazer o campeonato Sub-21 da mesma forma.

ATEVALDO Santana, presidente da Feab – Foto: Reprodução TV Acre

ATEVALDO Santana, presidente da Feab – Foto: Reprodução TV Acre

– Desconheço essa ação, mas independente disso a federação vai continuar. Se isso existe, iremos realizar o campeonato apenas com os dois times. A federação não vai perder nada com isso. Quem perde em primeiro lugar são os clubes e os atletas. Vamos continuar fazendo os campeonatos e quem quiser fazer o boicote pode fazer, não tem problema nenhum – conclui.

Quésia Melo – Globoesporte.com/ac

SEM COMENTÁRIOS

Leave a Reply