Home ATLÉTICO ACREANO Presidente da CBF diz que a Copa Verde pode virar internacional

Presidente da CBF diz que a Copa Verde pode virar internacional

MANOEL FAÇANHA

Com uma boa dose de simpatia, o presidente em exercício da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Antônio Carlos Nunes, atendeu à imprensa com fidalguia, respondendo e esclarecendo os verdadeiros objetivos da Copa Verde.

Nunes explicou que a competição era uma antiga reivindicação dos dirigentes do Norte do país, na busca de fazer com que a região possa reviver os seus grandes clássicos. No primeiro momento se pensou dois nomes para o torneio: Copa Amazônica e Copa Pantanal, mas as duas sugestões não agradaram ao presidente da época Marcos Del Nero, esse optando em chamar o torneio de Copa Verde.

Chegando a sua quinta edição, o torneio já é uma realidade consolidada, ganhando a simpatia de vários setores da sociedade, principalmente aqueles ligados às questões ambientais. O presidente Antônio Carlos Nunes revelou que existe perspectiva da Copa Verde se transformar em um torneio internacional, com a inclusão de clubes do Paraguai, isso pelo fato de existir a possibilidade da usina binacional de Itaipu virar uma das patrocinadoras do torneio, assim abrindo outras duas vagas para o futebol do Paraná.

Torneio tem seu lado ambiental, diz Feldman

Outro a falar com entusiasmo da Copa Verde é Walter Feldman (foto), secretário-geral da CBF. Segundo ele, tanto Nunes como Del Nero pediram atenção especial com o torneio, pois o grande objetivo, além de proporcionar uma competição a mais no calendário dos clubes do Norte e Centro-Oeste do país, está no discurso ambiental, isso através de práticas educacionais como, por exemplo, a troca de garrafas pet por ingressos.

Muito antenado com o país, o secretário também elogiou as políticas existentes no estado e município para a preservação ambiental. Essa é a primeira vez que Feldman visita o Acre, mas mostrou conhecer vários aspectos da nossa sociedade, inclusive, citando nomes de acreanos que se destacaram no esporte, política e em outras áreas.

Por fim, o secretário geral explicou que a competição para esse ano poderá receber R$ 1,7 milhões em patrocínio. Um milhão de reais em patrocínios está sendo negociado junto ao Governo Federal. O campeão ainda garante uma vaga nas oitavas-de-final da Copa do Brasil do próximo ano.

Aquino Lopes agradece aos presentes

O presidente Aquino Lopes durante entrevista para o jornalista Antonio Muniz (TV Rio Branco/SBT)

Com mais um sonho realizado na sua administração, o presidente Antônio Aquino Lopes explicou que a Copa Verde é um torneio importante para fomentar o futebol na região, movimentando os clubes e os noticiários esportivos, além de ser mais uma opção para o torcedor do Norte do país.

Lopes agradeceu a presença de todos os que estavam no lançamento da Copa Verde, em especial os colegas de federações coirmãs e a direção da CBF na pessoa do presidente Antônio Carlos Nunes.

Artigos relacionados