Home GIRO BRASIL Distorção do calendário ajudou o acreano Yago

Distorção do calendário ajudou o acreano Yago

101

Parabéns ao goleiro Yago pelas belas defesas na final da Copinha contra o difícil time do São Paulo, que é o melhor clube de formação de atletas do País. Aliás, o acreano já havia demonstrado talento em jogos anteriores da competição, durante a fase do mata-mata, quando assumiu a titularidade do gol com a saída do arqueiro Hugo para integrar a equipe profissional, a pedido do novo técnico rubro-negro Carpegiani.

É dele parte considerável do tetra conquistado pelo Flamengo. A Copinha é uma competição que claramente se distingue jogadores. É que há uma enxurrada de times, a maioria com atletas esforçados, mas inferiores, tanto na técnica como na parte física, dos garotos das bases dos grandes times do País ou daquelas equipes de empresários.

Yago é um exemplo disso. Chegou a ser relacionado no time profissional do Flamengo ano passado. Ora, quantos jogadores tem esse currículo desses dentro da Copinha. Isso faz uma baita diferença.

Mas ainda tem uma questão a ser analisada com relação à entrada de Yago no time. A saída de Hugo e de outros atletas logo após a primeira fase da Copinha, para compor o time principal do Flamengo, foi por uma necessidade de cumprir o calendário do Campeonato Carioca, que se iniciava.

Vale lembrar que o último jogo do Flamengo em 2017 foi a final da Copa Sul-Americana, contra o Independiente, no dia 13 de dezembro. Portanto, a maioria do elenco principal só retornaria a partir dessa data do mês de janeiro aos treinos – sendo que o rubro-negro estreava cinco dias depois no Carioca.

No dia 8 de janeiro, uma parcela da equipe até se reapresentou para a temporada, mas bastante desfalcada e sem condições de montar e preparar um time a tempo de fazer o primeiro jogo do Campeonato Carioca, no dia 17 de janeiro. Foi aí que depois do último jogo da primeira fase, no dia 9 de janeiro, o time do rubro-negro da Copinha sofreu baixa, com a saída de vários atletas para integrar a equipe principal – cita-se que a campanha do Flamengo na fase de grupo da Copinha foi abaixo da expectativa.

Nessa mudança entrou Yago no gol, entre outros. Assim, o goleiro acreano foi campeão e herói nessa maluquice do calendário do futebol brasileiro – que fez o Flamengo jogar 83 vezes em 2017, o clube brasileiro que mais entrou em campo no ano, e atrapalhar a sua preparação para 2018; dificilmente um clube europeu faz 70 partidas em uma temporada.

Yago tem muitos méritos, é um brilhante goleiro, mostrando muita segurança no gol, característica principal na posição. Mas é sempre bom lembrar que ele chegou – de novo, sem nenhum demérito a Yago, pelo contrário – por conta da distorção de nosso calendário, que exige muito dos clubes na participação em competições oficiais, com pouco tempo de preparo e permanentes improvisações, como ocorreu nesse início de temporada.

Artigos relacionados