Home ATLÉTICO ACREANO Série D: Operário-PR joga melhor e elimina o Galo: 2 a 0

Série D: Operário-PR joga melhor e elimina o Galo: 2 a 0

109

MANOEL FAÇANHA

O sonho do futebol acreano chegar a uma final de Campeonato Brasileiro de Série D ficou pelo caminho. Na noite de ontem (28), no estádio Germano Kruger, na cidade de Ponta Grossa-PR, o Atlético-AC não resistiu o melhor futebol do Operário-PR e caiu por 2 a 0.

O resultado foi o suficiente para eliminar o bicampeão acreano da disputa do título do torneio. Já o Operário-PR carimbou vaga na decisão contra o Globo-RN. O primeiro jogo ocorre no Rio Grande do Norte e as datas dos confrontos serão divulgadas na tarde de hoje pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Jogo

O Galo segurou a pressão do Operário-PR por apenas oito minutos. Schumacher ganhou no jogo aéreo e a bola encontrou o travessão celeste e, na sobra, o goleiro Miller salvou parcialmente, mas a bola ficou nos pés do atacante Robinho, esse mando para a rede do Galo.

Cinco minutos depois, a zaga celeste saiu jogando errado. Robinho acionou o Schumacher. O atacante grandalhão ganhou na velocidade de Juan e tocou a bola na saída do goleiro Miller. Operário-PR 2 a 0!

Com a vaga ficando pelo caminho, o Galo então respondeu aos 17 minutos. O arqueiro Simão sai mal do gol e a bola sobrou para Pisika, esse perdendo grande oportunidade de diminuir a vantagem do time paranaense.

Bem marcado e pouco criativo, o Galo Carijó quase não chegava ao gol adversário. Já o Operário-PR, além de criar as melhores oportunidades de gols, tinha mais pose de bola.

Na etapa complementar, o técnico celeste Álvaro Miguéis tentou mudar a história do jogo, sacando Pisika e Renato e mandando a campo os jogadores Neto Pessôa e Tragodara, respectivamente. No entanto, quase nada mudou. O Galo continuou bem marcado e com dificuldades para chegar ao gol Simão.

Num contragolpe fulminante, o Operário quase fez o terceiro. Índio entrou na área celeste e tocou para o meio, mas Robinho chegou atraso. Três minutos depois, Miller fez grande defesa num bom chute de Quirino.

Bem marcado e arriscando muito os chutes de longa e meia distância, o Galo chegou com perigo somente aos 41 minutos. O atacante Rafael Barros passou por dois adversários e mandou um bom chute, mas o goleiro Simão fez ótima defesa.

Ficha Técnica

Operário-PR 2 x 0 Atlético Acreano
Local: estádio Germano Kruger (em Ponta Grossa-PR);
Data: 28/08/2017 (segunda-feira);
Árbitro: Alisson Sidnei Furtado (TO);
Assistentes: Fábio Pereira (TO) e Cipriano da Silva Sousa (TO); 4º árbitro: Leonardo Sígari Zanon (PR);
Público pagante: 6.386 pessoas; Público total: 7.030 pessoas; Renda: R$ 140.140,00;
Gols: Robinho aos 8′ e Schumacher aos 15′ do 1º tempo;
Cartões amarelos: Índio e Quirino (Operário-PR); Leandro (Atlético Acreano);

Operário-PR
Simão; Danilo Baia, Tiago Alencar, Sosa e Peixoto; Chicão, Índio, Jean Carlo (Daisson) e Robinho (Serginho Paulista); Quintino e Schumacher (Dione). Técnico: Gerson Gusmão.

Atlético Acreano
Luiz Miller; Weverton, Juan, Diego e Jeferson; Leandro, Renato (Tragodara), Eduardo (Geovani) e Luiz Psika (Neto Pessoa); Rafael Barros e Polaco. Técnico: Álvaro Miguéis.