Home PLÁCIDO DE CASTRO

207

MANOEL FAÇANHA

O futebol do paraense Marcelo Brás, 36 anos, atleta que fez sucesso no Rio Branco, tanto que quase conseguiu uma transferência na temporada de 2008 para Vasco da Gama-RJ, voltou a fazer história nos gramados acreanos, após fechar a disputa do estadual deste ano na artilharia do torneio com 10 gols marcados.

Natural de Castanhal, cidade distante a 80 quilômetros de Belém-PA, Marcelo Brás iniciou a carreira futebolística profissional pelo Ypiranga-AP, em 2005. Um ano depois, o atleta chegou ao futebol acreano para vestir a camisa do Independência. O poder de finalização e o bom futebol apresentado culminaram com uma transferência para o Rio Branco na temporada seguinte. No Estrelão jogou por cinco temporadas (2007/2008, 2010, 2011 e 2013).

O experiente atacante Marcelo Brás (branco), durante treino do Estrelão.Foto: Manoel Façanha

A vida desse nômade do futebol do Norte atravessou fronteiras e chegou ao Jiangsun Suning-CHI (2009) e Gyeongnam-KOR do Sul (2010). Brás também tem carreira construída nas equipes do Guarani-MG e Ceará (2009), América-RN (2010), São José-AP, Icasa-CE e Ypiranga-PE (2012), Águia Negra-MS (2014), Galvez (2014), Amax (2015), Alto Acre, Ariquemes e Real Ariquemes (2016) e Plácido de Castro (2017), além de Esmeralda Petrolero-QUE, Esperance Tunis-TUN, Guará-DF, Guarani-SP, Olaria-RJ, Santos-AP, Tijucas-SC, Castanhal-PA e Goiatuba-GO.

Feliz com a artilharia do Campeonato Acreano, Marcelo Brás abriu o coração e responsabilizou a boa fase ao incentivo da esposa e também do pai, além da notícia da chegada de mais um filho.

– Minha boa fase é fruto do incentivo da minha esposa e do meu pai, pois eu sou consciente que nas duas últimas temporadas não realizei grandes jogos e precisava mudar essa história, revela o atacante.

Aos 34 anos, o atacante Marcelo Brás vestiu a camisa da Amax. Foto/Manoel Façanha

Lesionado gravemente no joelho direito, precisamente no apagar das luzes do mês de dezembro 2010, quando foi atingido por um automóvel dentro de um posto de conveniência na cidade de Belém-PA, Brás explica que sua recuperação foi bastante lenta e chegou a demorar quase dois anos. O atleta disse ainda que, além desse problema clínico, ganhou peso exagerado para um atleta de futebol, assim encontrando dificuldade para retornar a boa forma física.

Mesmo considerado por alguns como ex-jogador em atividade, Brás disse que, ao assinar contrato com o Plácido de Castro, resolveu focar no trabalho diário para adquirir sua melhor forma física e técnica e mostrar que ainda era capaz de infernizar as defesas adversárias.

Hoje, o artilheiro do Campeonato Acreano passa férias na cidade de Belém-PA. No entanto, ele disse que, apesar de alguns contatos com alguns dirigentes, não tem nenhum vínculo trabalhista assegurado para a sequência da temporada.

FRASE

“Enquanto o grupo de jogadores do Plácido de Castro treinava pouco, eu treinava em dois períodos. E, graças a Deus, o resultado veio com a artilharia”.

Marcelo Brás, atacante do Plácido de Castro.

MANOEL FAÇANHA

Finalizado no último sábado (13), o Campeonato Acreano registrou na temporada 45 jogos e 174 gols, uma média de 3, 86 gols por partida, numero esse superior à média registrada ano passado de 3,1.

Nesta temporada não foi somente à média de gols que superou a do ano passado, mas também o clube com o maior número de gols marcados na competição. A marca pertence ao alvirrubro que já marcou 39 gols na temporada, superando a marca do ano passado, quando o Galo Carijó marcou 35 gols.

O Atlético Acreano, campeão da temporada, terminou à competição com a melhor defesa, sofrendo apenas 10 gols em 14 jogos, média de 0,64 por partida.

Marcelo Brás termina na artilharia

Com dez gols marcados na temporada, o experiente atacante Marcelo Brás, de 36 anos, hoje vestindo a camisa do Plácido de Castro, terminou a competição na artilharia. Os jogadores Jeferson e Careca (Atlético) e Ferrari (Galvez) aparecem na segunda posição, todos com oito gols. Araújo Jordão, Sandro (Rio Branco) e Daniego (Vasco) dividem a terceira posição, cada um com 7 gols.

Pior ataque
O Alto Acre, rebaixado, marcou apenas seis gols e foi o pior ataque da competição.

Pior defesa
O Humaitá e Vasco da Gama, com 30 gols sofridos, tiveram a pior defesa.

Maior público e renda
1,5 mil torcedores e renda de R$ 17 mil na decisão entre Atlético-AC 3 x 1 Rio Branco, na Arena da Floresta, 13 de maio.

802

Com dez gols marcados na temporada, o experiente atacante Marcelo Brás, do Plácido de Castro, lidera a artilharia do Campeonato Acreano. O jogador placidiano é seguido de perto pelos jogadores Jeferson e Careca (Atlético) e Ferrari(Galvez), todos com oito gols. Com sete gols surgem Araújo Jordão, Sandro (Rio Branco) e Daniego (Vasco).

CLASSIFICAÇÃO

1º Atlético………..15
2º Rio Branco………12
3º Plácido…………09
4º Galvez………….07
5º Humaitá…………03
6º Vasco…………..00


Veja os números do estadual

O Campeonato Acreano finalizou neste domingo (30) o returno, assim chegando a 43 jogos realizados e 169 gols assinalada, proporcionando 3, 9 gols por partida, média bem superior a registrada ano passado de 3,1.

Nesta temporada não é somente a média de gols que está superior a do ano passado, mas também o clube com o maior número de gols marcados na competição, o Rio Branco. O alvirrubro já marcou 37 gols na temporada, superando a marca do ano passado, quando o Galo Carijó marcou 35 gols.

209

MANOEL FAÇANHA

Uma vitória sobre o Vasco da Gama, de virada, por 3 a 2, garantiu ao Plácido de Castro a terceira colocação do returno do Campeonato Acreano. Uilian, Marcelo Brás e Ley marcaram os gols do Tigre do Abunã em confronto ocorrido neste domingo (30), na Arena da Floresta. Daniego e Josa descontaram para o Vasco.

Com o triunfo sobre os vascaínos, o Plácido de Castro se garante na terceira posição na tabela de classificação geral. Na soma geral dos dois turnos disputados, o Tigre chegou aos 22 pontos, dois ponto a mais que o Galvez. Já o Vasco-AC terminou o returno na última posição sem nenhum ponto. O clube da Fazendinha, no computo geral do torneio, ficou na sexta posição, com 9 pontos ganhos.

No returno, a campanha do Tigre do Abunã é de três vitórias e duas derrotas, com oito gols marcados e dez sofridos. O Vasco-AC se classificou para o segundo turno na sexta posição com nove pontos. Sem nenhuma vitória, marcou apenas cinco gols no returno e sofreu 18, nas cinco partidas que disputou na segunda fase da competição.

MANOEL FAÇANHA

O clássico deste domingo (30), às 19h30, na Arena da Floresta, entre Atlético Acreano e Rio Branco, válido pela última rodada do returno do Campeonato Acreano, pode valer o troféu de campeão da temporada ao Estrelão, isso caso o clube consiga vencer o Galo Carijó. No entanto, uma vitória celeste provocará a realização de finais extras dias 6 e 13 de maio.

Campeão do primeiro turno e dono do melhor ataque da competição, 37 gols em 11 jogos, o invicto Rio Branco entra em campo ciente que poderá por fim a disputa do estadual e, assim, ganham três semanas de ‘pré-temporada’ visando à disputa do Campeonato Brasileiro da Série D. O técnico estrelado Cristian de Souza analisa o confronto de hoje como equilibrado, mas deixou claro na imprensa que o Galo Carijó vive um melhor momento.

Para o confronto decisivo de hoje, o técnico Cristian de Souza poderá ter à disposição o meia Geovane. O atleta retornou aos treinamentos no meio de semana e poderá ser mais uma peça utilizada pelo treinador alvirrubro para ajudar na conquista do returno. O meia Ancelmo Holanda também poderá ser opção. Já o zagueiro Lucas, suspenso, será substituído por Léo Fernandes.

No Galo Carijó, o técnico Álvaro Miguéis terá força máxima. Os jogadores Pé de Ferro, Psika e Joel cumpriram suspensão automática na vitória do meio de semana sobre o Vasco da Gama, assim ganhando condição para o confronto decisivo deste domingo contra o Rio Branco. Um empate basta para o time celeste conquistar o returno e provocar finais extras dias 6 e 13 de maio.

Sem levar gols no returno, o goleiro Babau a invencibilidade de 360 minutos sem buscar bolas adversárias na rede. O arqueiro espera continuar a invencibilidade pelo menos por mais três partidas para o time conquistar o bicampeonato estadual.

Com a disputa da Série D batendo a porta do clube,  o presidente celeste, Elison Azevedo, anunciou a contratação de dois reforços. O primeiro deles é o zagueiro Juan. O atleta defendeu o Humaitá nesta temporada e chega para brigar com Pé de Ferro e Diego por uma lugar na equipe após a saída do zagueiro Miller. O segundo reforço e o meia Neném, do Galvez. Os jogadores serão apresentados ao técnico Álvaro Miguéis após o encerramento da participação dos seus clubes no estadual.

Arbitragem

O confronto decisivo entre Galo Carijó e Estrelão, às 19h30, no estádio Arena da Floresta, terá arbitragem do experiente Josimar Almeida. Marcio Cristiano e Israel Sampaio serão os assistentes e Fábio Santos será o quarto árbitro.

Escalações

Rio Branco: Ederson, Renato, Léo Fernandes, Patrick, Carlos Alexandre; Dos Santos, Bruno Capriolli, Gustavo Xuxa, Sandro (Geovani); Araújo Jordão e Adriano.

Atlético-AC: Babau, Januário (Weverton), Diego, Pé de Ferro; Antônio Marcos; Leandro; Joel (Tragodara), Luiz Henrique (Neto); Jeferson, Polaco e Careca.

Outros dois jogos

A penúltima rodada do returno do Campeonato Acreano começa com o confronto entre Galvez e Humaitá, às 15h30. O confronto terá arbitragem de Djailton Santos, assistido por Mário Jorge e Verônica do Vale.

Na sequência, às 17h30, o Plácido de Castro, do artilheiro do estadual, o atacante Marcelo Brás, com nove gols, terá pela gente o Vasco da Gama. O confronto será dirigido pelo árbitro Antonio José. Fábio Nascimento e Carlos Alberto serão os assistentes.

MANOEL FAÇANHA

Com punições brandas, ocorreu na tarde e noite da terça-feira (25), na sede da Federação de Futebol do Acre, o segundo julgamento da Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportivo da Federação de Futebol do Acre (TJD-FFAC). Os auditores analisaram processos de atletas/treinador/massagista/clube que disputam o Campeonato Acreano 2017.

O caso mais esperado era do treinador Cristian de Souza, expulso no confronto do primeiro turno do estadual contra o Galvez. Após a defesa, os auditores aplicaram pena de um jogo de suspensão ao profissional, pena essa já cumprida.

Já o caso Alto Acre, que deixou de ser o julgamento mais esperado da temporada, devido o rebaixamento do clube, culminou com pena da perda de três pontos e multa de R$ 200,00. O clube da região do Alto Acre foi penalizado pelo fato de escalar na estreia do estadual todos seus jogadores de forma irregular (sem inscrição no BID – Boletim Informativo Diário) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Os jogadores Adriano Souza, do Humaitá, José Nilton, do Plácido de Castro e Ronaldo da Silva, do Vasco, foram apenas advertidos. O massagista Railton Gomes, do Andirá, e o jogador Cleyton de Souza, do Vasco, foram punidos com duas.

142

MANOEL FAÇANHA

O Rio Branco está cada vez mais próximo da conquista do título de campeão da temporada. Na tarde de ontem (22), o alvirrubro mostrou força e superou sem muita dificuldade o Plácido de Castro por 4 a 1. Lucas e Sandro, ainda no primeiro tempo, e o atacante Araújo Goiano e o lateral direito Renato, no segundo, fizeram os gols da vitória estrelada. O atacante Marcelo Brás fez o gol de honra do Tigre, assim chegando ao sétimo gol dele na temporada.

Com a vitória, o Rio Branco lidera o returno do estadual com nove pontos ganhos. A vantagem estrela na disputa do returno pode ser ampliada na tarde de hoje, isso caso o Galo Carijó venha a tropeçar diante do Imperador. Por outro lado, o Tigre do Abunã, com a derrota, ficou bem distante da luta pelo título da temporada, pois somou apenas três pontos em nove possíveis.

Próximos jogos

O Rio Branco retorna a campo na próxima quinta-feira (27), às 15h30, no estádio Florestão, para medir forças contra o Galvez. No mesmo dia e local, mas às 19h30, o Plácido de Castro encara o Humaitá.

216

MANOEL FAÇANHA

No jogo mais esperado da abertura do returno do Campeonato Acreano, o Plácido de Castro superou o Galvez por 1 a 0, gol do zagueiro Brener, aos 36 minutos.

Nesta quarta-feira (19), o Plácido de Castro retorna a campo para medir forças contra o Atlético-AC, às 20h30, na Arena da Floresta. Um dia depois, às 18h30, também na Arena da Floresta, o Galvez busca reabilitação contra o Vasco-AC.

Na estreia do técnico Artur de Oliveira no comando técnico do Plácido de Castro, o Tigre foi valente e não baixou a guarda para o Imperador.

Com mais posse de bola e poder de ‘fogo’, o Plácido de Castro abriu o placar aos 36 minutos. O grandalhão Brenner ganhou no jogo aéreo e desviou a bola para a rede do goleiro Máximo.

O Galvez respondeu num bom chute de Thiaguinho, mas o goleiro Hebert espalmou para a linha de fundo, aos 38 minutos. Nos minutos finais um choque entre Marcelo Brás e Adalto, cabeça com cabeça, causou sangramento em ambos os jogadores. Na jogada, o atacante Marcelo Brás levou cartão amarelo.

Na etapa complementar de partida o Galvez pressionou na busca do empate, mas o Plácido de Castro segurou o resultado, apesar de perder o lateral direito Ley, expulso aos 21 minutos. O jogador já havia recebido cartão amarelo e acabou levando o segundo cartão, seguidamente do vermelho aplicado pelo árbitro Fábio Santos. O Tigre também acabou perdendo Bruno, expulso nos minutos finais de partida.

No final do jogo, ambas as equipes mostraram insatisfação com a arbitragem de Fábio Santos.

MANOEL FAÇANHA

O troféu de campeão do primeiro turno do Campeonato Acreano já tem dono, mas a competição será finalizada somente na noite desta quinta-feira (13), a partir das 18h30, com dois jogos no estádio Arena da Floresta.

A rodada começa com o confronto entre Plácido de Castro e Alto Acre. Fábio Santos será o árbitro principal, assistido por Israel Sampaio e Raimundo Nonato.

O Tigre do Abunã, quarto colocado na tabela de classificação, com 10 pontos, chega a última rodada sem o técnico Márcio Figueiredo, o Faísca. O treinador alegou que estava com dificuldade para conciliar as atividades do clube com outro vínculo trabalhista, além de enfrentar problemas de indisciplina de atletas dentro do grupo de jogadores, assim optando pela saída. O atacante Marcelo Brás, artilheiro do Campeonato Acreano, com seis gols, suspenso, não enfrenta na noite desta quinta-feira (13) o Papagaio.

Por outro lado o Alto Acre faz sua despedida da elite do futebol local, após a queda a segunda divisão. O clube nesta temporada ainda não somou nenhum ponto e terá três baixas para compromisso contra o Tigre do Abunã: Vaca, Osca e Thaylon.

Imperador Galvez quer domar o Tourão

Com 10 pontos ganhos cada, Galvez e Humaitá fazem o jogo de fundo da noite desta quinta-feira (13), às 20h30. Antonio Neuriclaudio será o árbitro principal, assistido por Fábio Nascimento e Carlos Alberto.

Invicto há quatro partidas, o Humaitá espera surpreender na noite de hoje o Imperador e, assim, finalizar o primeiro turno entre os três primeiros colocados na tabela de classificação, apesar de ainda depender de um tropeço do Plácido de Castro diante do Alto Acre.

O técnico Marcelo Altino espera um comportamento competitivo da sua equipe contra o Imperador, assim ganhando moral para a segunda fase do estadual. O Tourão para a partida terá o desfalque de Meridian.

No Imperador, o técnico Zé Marco deve aproveitar o confronto contra o Tourão para realizar alguns ajustes na equipe. Uma nova vitória na competição pode empurrar o time a terceira posição na tabela de classificação.

MANOEL FAÇANHA

Confirmado. O returno do Campeonato Acreano começa no próximo sábado (15) com um jogo isolado nas dependências do estádio Arena da Floresta. No campo de jogo, às 18h30, o Rio Branco, campeão do primeiro turno, pega o Vasco da Gama, sexto colocado na primeira fase da competição. A primeira rodada será concluída no domingo com duas partidas no estádio Florestão: Atlético x Humaitá (15h30) e Galvez e Plácido de Castro, às 17h30.

A tabela foi aprovada na tarde desta terça-feira (11) durante encontro de dirigentes de clubes ocorrido no auditório da Federação de Futebol do Acre. A reunião contou com a presença dos seis clubes aptos à disputa do turno.

Conforme a tabela aprovada, o returno terá 15 jogos e ocorrerá entre os dias 15 a 30 de abril. Caso o Rio Branco vença o returno, será declarado campeão direto. Caso contrário, haverá dois jogos extras contra o campeão do returno, agendados para os dias 7 e 14 de maio. Os horários e locais dos confrontos ainda não foram definidos pelo departamento de competições da FFAC.

Preço do ingresso é reajustado em 100%

Os dirigentes dos clubes aptos à disputa do returno do Campeonato Acreano resolveram reajustar o preço dos ingressos durante o encontro da tarde desta terça-feira (11). A entrada inteira, antes fixada ao valor de R$ 10,00 foi reajustada para R$ 20. O ingresso da meia entrada também sofreu acréscimo de 100%, agora sendo comercializado ao preço de R$ 10.

Coluna do Dandão

53
Cada time espalhado por esse mundão de meu Deus teve um jogador em algum momento da sua história que permanecerá vivo para sempre na...