Home PLÁCIDO DE CASTRO

MANOEL FAÇANHA

O clássico deste domingo (30), às 19h30, na Arena da Floresta, entre Atlético Acreano e Rio Branco, válido pela última rodada do returno do Campeonato Acreano, pode valer o troféu de campeão da temporada ao Estrelão, isso caso o clube consiga vencer o Galo Carijó. No entanto, uma vitória celeste provocará a realização de finais extras dias 6 e 13 de maio.

Campeão do primeiro turno e dono do melhor ataque da competição, 37 gols em 11 jogos, o invicto Rio Branco entra em campo ciente que poderá por fim a disputa do estadual e, assim, ganham três semanas de ‘pré-temporada’ visando à disputa do Campeonato Brasileiro da Série D. O técnico estrelado Cristian de Souza analisa o confronto de hoje como equilibrado, mas deixou claro na imprensa que o Galo Carijó vive um melhor momento.

Para o confronto decisivo de hoje, o técnico Cristian de Souza poderá ter à disposição o meia Geovane. O atleta retornou aos treinamentos no meio de semana e poderá ser mais uma peça utilizada pelo treinador alvirrubro para ajudar na conquista do returno. O meia Ancelmo Holanda também poderá ser opção. Já o zagueiro Lucas, suspenso, será substituído por Léo Fernandes.

No Galo Carijó, o técnico Álvaro Miguéis terá força máxima. Os jogadores Pé de Ferro, Psika e Joel cumpriram suspensão automática na vitória do meio de semana sobre o Vasco da Gama, assim ganhando condição para o confronto decisivo deste domingo contra o Rio Branco. Um empate basta para o time celeste conquistar o returno e provocar finais extras dias 6 e 13 de maio.

Sem levar gols no returno, o goleiro Babau a invencibilidade de 360 minutos sem buscar bolas adversárias na rede. O arqueiro espera continuar a invencibilidade pelo menos por mais três partidas para o time conquistar o bicampeonato estadual.

Com a disputa da Série D batendo a porta do clube,  o presidente celeste, Elison Azevedo, anunciou a contratação de dois reforços. O primeiro deles é o zagueiro Juan. O atleta defendeu o Humaitá nesta temporada e chega para brigar com Pé de Ferro e Diego por uma lugar na equipe após a saída do zagueiro Miller. O segundo reforço e o meia Neném, do Galvez. Os jogadores serão apresentados ao técnico Álvaro Miguéis após o encerramento da participação dos seus clubes no estadual.

Arbitragem

O confronto decisivo entre Galo Carijó e Estrelão, às 19h30, no estádio Arena da Floresta, terá arbitragem do experiente Josimar Almeida. Marcio Cristiano e Israel Sampaio serão os assistentes e Fábio Santos será o quarto árbitro.

Escalações

Rio Branco: Ederson, Renato, Léo Fernandes, Patrick, Carlos Alexandre; Dos Santos, Bruno Capriolli, Gustavo Xuxa, Sandro (Geovani); Araújo Jordão e Adriano.

Atlético-AC: Babau, Januário (Weverton), Diego, Pé de Ferro; Antônio Marcos; Leandro; Joel (Tragodara), Luiz Henrique (Neto); Jeferson, Polaco e Careca.

Outros dois jogos

A penúltima rodada do returno do Campeonato Acreano começa com o confronto entre Galvez e Humaitá, às 15h30. O confronto terá arbitragem de Djailton Santos, assistido por Mário Jorge e Verônica do Vale.

Na sequência, às 17h30, o Plácido de Castro, do artilheiro do estadual, o atacante Marcelo Brás, com nove gols, terá pela gente o Vasco da Gama. O confronto será dirigido pelo árbitro Antonio José. Fábio Nascimento e Carlos Alberto serão os assistentes.

MANOEL FAÇANHA

Com punições brandas, ocorreu na tarde e noite da terça-feira (25), na sede da Federação de Futebol do Acre, o segundo julgamento da Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportivo da Federação de Futebol do Acre (TJD-FFAC). Os auditores analisaram processos de atletas/treinador/massagista/clube que disputam o Campeonato Acreano 2017.

O caso mais esperado era do treinador Cristian de Souza, expulso no confronto do primeiro turno do estadual contra o Galvez. Após a defesa, os auditores aplicaram pena de um jogo de suspensão ao profissional, pena essa já cumprida.

Já o caso Alto Acre, que deixou de ser o julgamento mais esperado da temporada, devido o rebaixamento do clube, culminou com pena da perda de três pontos e multa de R$ 200,00. O clube da região do Alto Acre foi penalizado pelo fato de escalar na estreia do estadual todos seus jogadores de forma irregular (sem inscrição no BID – Boletim Informativo Diário) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Os jogadores Adriano Souza, do Humaitá, José Nilton, do Plácido de Castro e Ronaldo da Silva, do Vasco, foram apenas advertidos. O massagista Railton Gomes, do Andirá, e o jogador Cleyton de Souza, do Vasco, foram punidos com duas.

108

MANOEL FAÇANHA

O Rio Branco está cada vez mais próximo da conquista do título de campeão da temporada. Na tarde de ontem (22), o alvirrubro mostrou força e superou sem muita dificuldade o Plácido de Castro por 4 a 1. Lucas e Sandro, ainda no primeiro tempo, e o atacante Araújo Goiano e o lateral direito Renato, no segundo, fizeram os gols da vitória estrelada. O atacante Marcelo Brás fez o gol de honra do Tigre, assim chegando ao sétimo gol dele na temporada.

Com a vitória, o Rio Branco lidera o returno do estadual com nove pontos ganhos. A vantagem estrela na disputa do returno pode ser ampliada na tarde de hoje, isso caso o Galo Carijó venha a tropeçar diante do Imperador. Por outro lado, o Tigre do Abunã, com a derrota, ficou bem distante da luta pelo título da temporada, pois somou apenas três pontos em nove possíveis.

Próximos jogos

O Rio Branco retorna a campo na próxima quinta-feira (27), às 15h30, no estádio Florestão, para medir forças contra o Galvez. No mesmo dia e local, mas às 19h30, o Plácido de Castro encara o Humaitá.

172

MANOEL FAÇANHA

No jogo mais esperado da abertura do returno do Campeonato Acreano, o Plácido de Castro superou o Galvez por 1 a 0, gol do zagueiro Brener, aos 36 minutos.

Nesta quarta-feira (19), o Plácido de Castro retorna a campo para medir forças contra o Atlético-AC, às 20h30, na Arena da Floresta. Um dia depois, às 18h30, também na Arena da Floresta, o Galvez busca reabilitação contra o Vasco-AC.

Na estreia do técnico Artur de Oliveira no comando técnico do Plácido de Castro, o Tigre foi valente e não baixou a guarda para o Imperador.

Com mais posse de bola e poder de ‘fogo’, o Plácido de Castro abriu o placar aos 36 minutos. O grandalhão Brenner ganhou no jogo aéreo e desviou a bola para a rede do goleiro Máximo.

O Galvez respondeu num bom chute de Thiaguinho, mas o goleiro Hebert espalmou para a linha de fundo, aos 38 minutos. Nos minutos finais um choque entre Marcelo Brás e Adalto, cabeça com cabeça, causou sangramento em ambos os jogadores. Na jogada, o atacante Marcelo Brás levou cartão amarelo.

Na etapa complementar de partida o Galvez pressionou na busca do empate, mas o Plácido de Castro segurou o resultado, apesar de perder o lateral direito Ley, expulso aos 21 minutos. O jogador já havia recebido cartão amarelo e acabou levando o segundo cartão, seguidamente do vermelho aplicado pelo árbitro Fábio Santos. O Tigre também acabou perdendo Bruno, expulso nos minutos finais de partida.

No final do jogo, ambas as equipes mostraram insatisfação com a arbitragem de Fábio Santos.

MANOEL FAÇANHA

O troféu de campeão do primeiro turno do Campeonato Acreano já tem dono, mas a competição será finalizada somente na noite desta quinta-feira (13), a partir das 18h30, com dois jogos no estádio Arena da Floresta.

A rodada começa com o confronto entre Plácido de Castro e Alto Acre. Fábio Santos será o árbitro principal, assistido por Israel Sampaio e Raimundo Nonato.

O Tigre do Abunã, quarto colocado na tabela de classificação, com 10 pontos, chega a última rodada sem o técnico Márcio Figueiredo, o Faísca. O treinador alegou que estava com dificuldade para conciliar as atividades do clube com outro vínculo trabalhista, além de enfrentar problemas de indisciplina de atletas dentro do grupo de jogadores, assim optando pela saída. O atacante Marcelo Brás, artilheiro do Campeonato Acreano, com seis gols, suspenso, não enfrenta na noite desta quinta-feira (13) o Papagaio.

Por outro lado o Alto Acre faz sua despedida da elite do futebol local, após a queda a segunda divisão. O clube nesta temporada ainda não somou nenhum ponto e terá três baixas para compromisso contra o Tigre do Abunã: Vaca, Osca e Thaylon.

Imperador Galvez quer domar o Tourão

Com 10 pontos ganhos cada, Galvez e Humaitá fazem o jogo de fundo da noite desta quinta-feira (13), às 20h30. Antonio Neuriclaudio será o árbitro principal, assistido por Fábio Nascimento e Carlos Alberto.

Invicto há quatro partidas, o Humaitá espera surpreender na noite de hoje o Imperador e, assim, finalizar o primeiro turno entre os três primeiros colocados na tabela de classificação, apesar de ainda depender de um tropeço do Plácido de Castro diante do Alto Acre.

O técnico Marcelo Altino espera um comportamento competitivo da sua equipe contra o Imperador, assim ganhando moral para a segunda fase do estadual. O Tourão para a partida terá o desfalque de Meridian.

No Imperador, o técnico Zé Marco deve aproveitar o confronto contra o Tourão para realizar alguns ajustes na equipe. Uma nova vitória na competição pode empurrar o time a terceira posição na tabela de classificação.

MANOEL FAÇANHA

Confirmado. O returno do Campeonato Acreano começa no próximo sábado (15) com um jogo isolado nas dependências do estádio Arena da Floresta. No campo de jogo, às 18h30, o Rio Branco, campeão do primeiro turno, pega o Vasco da Gama, sexto colocado na primeira fase da competição. A primeira rodada será concluída no domingo com duas partidas no estádio Florestão: Atlético x Humaitá (15h30) e Galvez e Plácido de Castro, às 17h30.

A tabela foi aprovada na tarde desta terça-feira (11) durante encontro de dirigentes de clubes ocorrido no auditório da Federação de Futebol do Acre. A reunião contou com a presença dos seis clubes aptos à disputa do turno.

Conforme a tabela aprovada, o returno terá 15 jogos e ocorrerá entre os dias 15 a 30 de abril. Caso o Rio Branco vença o returno, será declarado campeão direto. Caso contrário, haverá dois jogos extras contra o campeão do returno, agendados para os dias 7 e 14 de maio. Os horários e locais dos confrontos ainda não foram definidos pelo departamento de competições da FFAC.

Preço do ingresso é reajustado em 100%

Os dirigentes dos clubes aptos à disputa do returno do Campeonato Acreano resolveram reajustar o preço dos ingressos durante o encontro da tarde desta terça-feira (11). A entrada inteira, antes fixada ao valor de R$ 10,00 foi reajustada para R$ 20. O ingresso da meia entrada também sofreu acréscimo de 100%, agora sendo comercializado ao preço de R$ 10.

MANOEL FAÇANHA

Restando uma rodada para o término do primeiro turno do Campeonato Acreano, a dança de cadeiras de técnicos do futebol acreano ‘apimentou’. Nesta terça-feira (11), o treinador Marcio Figueiredo, o Faísca, resolveu entregar o cargo de treinador da equipe do Plácido de Castro. O profissional alegou indisciplina de alguns jogadores do elenco, mas não quis citar nomes. Para o lugar de Faísca, a presidente do Tigre do Abunã, Rafaela Escalante, confirmou o nome de Artur de Oliveira.

Artur de Oliveira chega ao Tigre com a missão do conquistar vitórias importantes na temporada. O treinador praticamente conhece todo o elenco placidiano, principalmente alguns atletas mais experientes como Marcelo Brás, Ley, Paulinho Pitbull, Ceildo e entre outros.

Galo ganha reforço

O atacante Rafael Barros (azul) vai voltar ao time celeste após passagem pelo Bragantino.Foto: Manoel Façanha

No Galo, a diretoria celeste repatriou o atacante Rafael Barros. O atleta estava no Bragantino, mas não estava sendo aproveitado e, segundo ele, o acordo salário prometido a ele, não estaria sendo cumprindo pelos dirigentes do clube paulista. Rafael Barros chegou ao Bragantino na segunda quinzena do mês de fevereiro e retorna ao Galo Carijó com objetivo de conquistar o bicampeonato estadual.

O Bragantino disputa a Série A2 do Campeonato Paulista e o clube tem vaga assegurada a disputa do Brasileiro da Série C.

MANOEL FAÇANHA

A Federação de Futebol do Acre (FFAC) convocou uma reunião com os clubes participantes do returno do Campeonato Acreano 2017 para hoje (10), às 16h, na sede da entidade, no estádio Florestão. O encontro servirá para definir os locais e os horários dos jogos do returno do estadual.

Com a disputa da Série D batendo a porta, a Federação de Futebol precisa finalizar a disputa do Campeonato Acreano antes do dia 21 de maio, data da primeira rodada do Campeonato Brasileiro da Série D.

Segundo a tabela já divulgada pela FFAC, as semifinais estão previstas para os dias 13 e 16. Inicialmente, a final tem jogos de ida e volta marcados para os dias 20 e 27.

Atlético-AC, Rio Branco, Plácido de Castro, Galvez, Vasco da Gama e Humaitá seguem na disputa pelo título do estadual.

159

MANOEL FAÇANHA

A derrota surpreendente do último final de semana para o Humaitá pela sexta rodada do Campeonato Acreano serviu para acender a luz vermelha no Tigre do Abunã.

Consciente que o Tigre não fez boa partida, o atacante Marcelo Brás, autor do gol de honra da equipe contra o Tourão, declarou na imprensa que sua equipe não fez um bom jogo, falhando muito na etapa complementar de partida.

O artilheiro elogiou a eficiência do Humaitá, mas comentou que o time placidiano afrouxou a marcação. Segundo Brás, o momento será de corrigir os erros para o time retomar a confiança e o caminho da vitória.

O próximo compromisso do Tigre do Abunã ocorre na próxima quinta-feira (13) diante do Alto Acre, às 18h30 (do Acre), na Arena da Floresta, pela última rodada do primeiro turno.

Classificação

1º) Atlético………..15
2º) Rio Branco…..11
3º) Plácido………..10
4º) Galvez…………10
5º) Humaitá……….10
6º) Vasco…………..06
7º) Andirá…………..01
8º) Alto Acre………00

Artilheiros

06 Gols
Marcelo Brás (Plácido)

05 Gols
Araújo Jordão (Rio Branco) e Marcelo Brás (Plácido) Jeferson e Careca (Atlético)

03 Gols
Josa e Daniego (Vasco) e Polaco (Atlético) Sandro e Amarildo Ristof (Rio Branco) Paulinho Pitbull (Plácido)

Veja os números

18 jogos
72 gols
4 gols é a média por partida.

Melhor ataque: Rio Branco – 18 gols

Pior ataque: Alto Acre – 4 gols

Melhor defesa: Atlético -3 gols

Pior defesa: Andirá- 17 gols

MANOEL FAÇANHA

A confusão da noite do último domingo (26), no estacionamento do estádio Florestão, após o empate entre Rio Branco e Galvez, envolvendo o técnico Cristian de Souza, do Rio Branco, e três torcedores do clube, pode render não somente um processo na esfera penal ao treinador alvirrubro, mas também outro na desportiva.

Na tarde de ontem (27), a reportagem do Jornal Opinião falou com o ex-procurador do Tribunal de Justiça Desportivo da FFAC, o advogado Francisco Valadares Neto. De acordo com ele, para o técnico alvirrubro virá réu basta que haja uma denuncia formal contra a pessoa dele na secretaria do tribunal.

Valadares comentou ainda que o acusado poderá ser incurso em três artigos do Código Brasileiro Justiça Desportivo (CBJD): 153, 156 e 254.

Veja os artigos

Art. 153. É punível toda infração disciplinar tipificada no presente Código

Art. 156. Infração disciplinar, para os efeitos deste Código, é toda ação ou omissão antidesportiva, típica e culpável.

Parágrafo único – (Revogado pela Resolução CNE nº 29 de 2009). – 41 § 1º A omissão é jurid icamente relevante quando o omitente deveria e poderia agir para evitar o resultado. (AC).

§ 2º – O dever de agir incumbe precipuamente a quem: (AC). I – tenha, por ofício, a obrigação de velar pela disciplina ou coibir a prática de violência ou animosidade e; (NR). II
– com seu comportamento anterior, tenha criado o risco da ocorrência do resultado.

Art. 254 – A. praticar agressão física durante a partida, prova ou equivalente. (Incluído pela Resolução CNE nº 29 de 2009).

PENA: suspensão de quatro a doze partidas, provas ou equivalentes, se praticada por atleta, mesmo se suplente, treinador, médico ou membro da comissão técnica, e suspensão pelo prazo de trinta a cento e oitenta dias, se praticada por qualquer outra pessoa natural submetida a este Código. (Incluído pela Resolução CNE nº 29 de 2009).
§ 1º Constituem exemplos da infração prevista neste artigo, sem prejuízo de outros:

I – Desferir dolosamente soco, cotovelada, cabeçada ou golpes similares em outrem, de forma contundente ou assumindo o risco de causar dano ou lesão ao atingido; (Incluído pela Resolução CNE nº 29 de 2009).

II – Desferir chutes ou pontapés, desvinculados da disputa de jogo, de forma contundente ou assumindo o risco de causar dano ou lesão ao atingido.
(Incluído pela Resolução CNE nº 29 de 2009).

§ 2º – Se da agressão resultar lesão corporal grave, atestada por laudo médico, a pena será de suspensão de oito a vinte e quatro partidas.(Incluído pela Resolução CNE nº
29 de 2009).

§ 3º – Se a ação for praticada contra árbitros, assistentes ou demais membros de equipe de arbitragem, a pena mínima será de
suspensão por cento e oitenta dias. (Incluído pela Resolução CNE nº29 de 2009).

§ 4º – Na hipótese de o agredido permanecer impossibilitado de praticar a modalidade em consequência da agressão, o agressor poderá continuar suspenso até que o
agredido esteja apto a retornar ao treinamento, respeitado o prazo máximo de cento e oitenta dias. (Incluído pela Resolução CNE nº 29 de 2009).

§ 5º- A informação do retorno do agredido ao treinamento dar – se – á mediante comunicação ao órgão judicante (STJD ou TJD) pela entidade de prática desportiva à qual o agredido estiver vinculado. (Incluído pela Resolução CNE nº 29 de 2009).

Cristian de Souza é acusado de espancar torcedores, mas ele nega

Expulso na etapa complementar de jogo do último domingo contra o Galvez pelo árbitro Carlos Ronne Casas, o técnico do Rio Branco, Cristian de Souza, após o jogo, estava no estacionamento do estádio Florestão conversando com membros da comissão técnica e diretoria do clube, quando foi provocado por um trio de torcedor do clube. O fato culminou numa grande confusão e um torcedor ficou ferido.

O treinador, acompanhado do gestor de futebol Carlinhos Farias, deixou as dependências do estádio, comparecendo horas mais tarde à Delegacia de Flagrantes, onde, após ser acusado de lesão corporal pelo trio, também fez registro de ocorrência contra os torcedores.

Os torcedores Warlen Silva, 20 anos, Carlos Fernandes de Souza, 56 anos, e Cássio Moraes Santos, de 17 anos, estiveram no último domingo (26) na Delegacia de Flagrantes para registrar BO contra o treinador Cristian de Souza. Foto/ac24horas.com

Vejas as versões

Carlos Fernandes

Os torcedores Carlos Fernandes de Souza, 56 anos, Warlen Silva, 20 anos e Cássio Moraes Santos, de 17 anos, estiveram no último domingo (26) na Delegacia de Flagrantes. Lá o trio registrou queixa contra o treinador alvirrubro Cristian de Souza. No boletim, eles acusam o profissional de lesão corporal, agressão e tentativa de homicídio.

Na versão de Carlos Fernandes, pai de Warlen Silva e tio de Cássio, eles teriam ido à porta do vestiário do Rio Branco para reclamar do trabalho do treinador. Fernandes disse ainda que o filho disse “Vai cair Cristhian”. Daí, o treinador teria jogado um copo que segurava na mão e partido pra cima deles. O resultado da confusão teria sido uma fratura de maxilar do filho Werlen e algumas escoriações e uma camisa rasgada de Fernandes.

FRASE

“Não foi uma briga, foi uma agressão porque a gente só apanhou”

Carlos Fernandes, torcedor do Rio Branco

Cristian de Souza

A respeito das acusações de agressões aos três torcedores, o técnico Cristian de Souza, após comparecer a Delegacia de Flagrantes para apresentar sua versão dos fatos, falou com a imprensa. O profissional, que estava no estacionamento do estádio na hora da confusão, explicou que agiu em sua defesa contra, segundo ele, três agressores.
Cristian disse ainda que quando a agressão é verbal tudo bem, mas quando ela é física não deixará sua cara a tapa, mas sim, sairá em defesa da sua vida. O treinador ainda achou natural o episódio ocorrido logo após a partida do último final de semana.

 

Coluna do Dandão

38
Nessa última semana de abril, duas datas se destacaram no mundo do futebol, nacional e regionalmente falando. Do ponto de vista do país, comemorou-se...