Home Sem categoria

74

Fechado a terceira rodada do Campeonato Acreano de Futebol Sub-20, a principal surpresa é o time do Galo Carijó, hoje comandado pelo ex-jogador Josy Braz. O time celeste esteve em campo em duas oportunidades, mostrando um futebol objetivo nas vitórias contra Adesg (1 a 0) e Rio Branco (2 a 0). Mateus e Diego fizeram os gols no triunfo contra o Estrelão. O certo é que a segunda vitória dos blues do Adauto Frota na competição, contra um adversário de qualidade, serviu para mostrar aos analistas que o time celeste tem bala na agulha para também brigar pela taça de campeão.

Irregular mesmo neste início de competição é a campanha da equipe do Plácido de Castro. O Tigre do Abunã foi o time que mais apanhou no torneio, com três derrotas: Rio Branco (5 a 0), São Francisco (5 a 0) e Humaitá (1 a 0). O Vasco da Gama também ainda não sentiu o gostinho de pontuar no torneio, assim acumulando duas derrotas: São Francisco (2 a 1) e Adesg (2 a 0). O Andirá soma apenas um pontinho na classificação, com uma derrota e um empate: Rio Branco (3 a 0) e Humaitá (0 a 0).

O torneio nesta temporada conta com a presença de nove equipes divididas em dois grupos. Na chave A, o Rio Branco lidera com 6 pontos ganhos em três jogos disputados. O São Francisco aparece em segundo com os mesmos 6 pontos, mas com saldo de gols inferior. O Humaitá é o terceiro, com 4 pontos. Com um ponto a menos surge a Adesg na quarta colocação do grupo. Na chave B, o Galvez lidera apertado. O Imperador tem 7 pontos ganhos em três jogos disputados, mas o clube tem a posição de líder ameaçada pelo Atlético Acreano. O time celeste vai a campo no sábado para medir forças contra o Humaitá. Uma vitória basta para os blues do Adauto Frota assumirem a dianteira da sua chave.

Tem apito acreano na Série D

O árbitro do Acre, Carlos Ronne Casas de Paiva, apita Princesa do Solimões x Gurupi, no duelo de ida, no próximo domingo, às 17 horas, em Manacapuru, no Amazonas, pelo Campeonato Brasileiro da Série D.A partida da volta ocorrem em Gurupi, no próximo dia 16, às 18 horas. Os dois assistentes também são do Acre, Rener Santos de Carvalho e Jean Carlos Rodrigues da Silva. O quarto árbitro será Ivan da Silva Guimarães Junior, do Amazonas.

AS CURTINHAS

A Federação Acreana de Vôlei (Feav) abriu inscrições para a segunda etapa do Campeonato Acreano de Vôlei de Praia adulto masculino e feminino.

O período para inscrições vai até o próximo dia 14 deste mês. A taxa cobrada aos participantes será de R$ 60.

Também no dia 14 de julho, a partir das 20h, na sala de reunião dos professores no prédio Fernando Melo, na Ufac, ocorre o congresso técnico.

O torneio ocorre dias 15 e 16 de julho, na quadra de areia Sebastião Pedroza, da Universidade Federal do Acre (Ufac).

Bom dia!

169

MANOEL FAÇANHA

Com nove gols na temporada e vivendo grande fase da carreira, o futebolista Antônio Araújo da Silva, 31 anos, 1m70cm, 68 quilos, apelidado de Araújo Jordão, talvez seja hoje o maior xodó da torcida do Rio Branco.

Nascido no pequenino município do Jordão (AC), localizado no Vale do Envira (a mais de 450 quilômetros da capital) Araújo Jordão chegou a capital acreana após indicação do técnico Gualter Craveiro. Na época, aos 19 anos (2004), o atacante reforçou a equipe de juniores do AC Juventus.

Dono de excelente impulsão, esse baixinho não cansa de ganhar no jogo aéreo dos zagueiros grandalhões dos clubes adversários. Na vitória do último domingo (11) contra o Genus (RO) por 3 a 1, ele saiu do banco de reserva e, na primeira bola aérea, foi ao terceiro andar para testar com violência para a rede do goleiro adversário e explodir o grito de gol estrelado na garganta do torcedor presente ao Florestão.

Em 2011, o atacante Araújo Jordão, o sexto agachado, era uma das boas opções de ataques do Rio Branco na disputa da Série C. Foto/Manoel Façanha

Com passagem por quase dez clubes profissionais, a carreira de Araújo Jordão começou no Juventus-AC (2004,2005, 2006, 2008, 2009) e, logo depois, Rio Branco-AC (2010, 2011, 2013, 2016 e 2017). O artilheiro Araújo Jordão, além de atuar em outros clubes brasileiros: São Luís de Ijuí-RS (2012), Goianésia/GO, Vitória da Conquista/BA (2014), Treze de Campina Grande/PB (2015), Galvez/AC (2016), também já teve uma experiência internacional ao vestiu a camisa do La Brasília, equipe do interior do Equador, em 2007.

Araújo Jordão terminou a partida contra o Genus-RO entre dos titulares do Rio Branco. Foto/Manoel Façanha

Na tarde de ontem (14), o atacante falou com a reportagem da aceaesportes.com.br do momento vivido na carreira e também bom início de temporada do Rio Branco na disputa do Campeonato Brasileiro da Série D. O atacante também explicou a relação entre ele e o torcedor estrelado, assim como da chegada do técnico Renê Marques ao alvirrubro.

Temporada

“Foi um início de muito equilíbrio da equipe. No entanto, a melhora do conjunto e a união do grupo com foco nos nossos objetivos estão sendo primordiais para o até então sucesso nessa primeira fase de competição nacional”.

Renê Marques

“No sentido coletivo tivemos mais sequências de jogadores atuando, e isso foi importante para resgatar a confiança dos demais jogadores que aqui já estavam. Não posso deixar de falar da importância da chegada de novos jogadores para fortalecer o nosso grupo. Além disso, temos um sistema de jogo bem definido pelo professor Renê Marques, assim como tínhamos anteriormente, mas esse último adotado por ele (Renê) não nos desgasta tanto quanto anterior”.

Xodó da torcida

“Tudo se deve ao trabalho iniciado ainda no mês de janeiro. A minha entrega em campo fez o torcedor se sentir representado e isso estimulou ainda mais o meu futebol a crescer e as consequências disso foram os gols aparecendo com naturalidade. Portanto, tudo isso me impulsionou a trabalhar forte para manter a reciprocidade com o torcedor do Rio Branco. Também quero dizer que esse momento é muito especial na minha carreira. Todo esse carinho do torcedor estrelado, com ares de respeito, fortalece ainda mais nosso espírito de luta por um acesso”.

Araújo Jordão talvez seja hoje o maior xodó da torcida do Rio Branco. Foto/Manoel Façanha

FRASE

“Também quero dizer que esse momento é muito especial na minha carreira. Esse carinho do torcedor do Rio Branco, com ares de respeito, fortalece ainda mais nosso espírito de luta por um acesso”.

Araújo Jordão, falando do carinho do torcedor
do Rio Branco.

Pela primeira vez na história um goleiro acreano será o titular do Brasil contra a Argentina. Ontem (7), o técnico Tite, da seleção brasileira, confirmou o arqueiro Weverton como titular da posição para o confronto desta sexta-feira (9) às 7h05 de Brasília, contra os Hermanos, na cidade de Melbourne, na Austrália.

Weverton foi o titular da equipe olímpica na medalha de ouro conquistada em 2016, e protagonista ao defender o último pênalti da Alemanha na final, no Maracanã. No entanto, o acreano só fez história pelo fato do então titular da posição Fernando Prass sofrer um problema clínico no ombro.

FRASE

“Eu torço muito para que aconteça (ir à Copa), mas lembro o que aconteceu com o Prass na Olimpíada, a forma como cheguei aos 48 do segundo tempo. Eu nem esperava estar lá, então agora não adianta achar que estarei. Quero aproveitar cada momento, cada convocação, cada oportunidade que o Tite tem dado. Não dá para cravar o que vai acontecer daqui a um ano”

. Foto/Lucas Figueiredo/Mowa Press

 

AS CURTINHAS

A Super Bolla não será mais fornecedora do material esportivo do Rio Branco.

A nova fornecedora será Spieler. O técnico Renê Marques intermediou os primeiros contatos entre clube e empresa. A estreia do novo matéria deve ocorrer no domingo, às 17h, contra o Genus-RO.

O lutador acreano Francimar Bodão retorna ao tatame dia 2 de setembro no UFC Holanda, em Roterdã. O adversário será o estreante Aleksandar Rakic, austríaco de 25 anos.

Bom dia!

52

O Árbitro Fábio Santos negou ao presidente da Federação de Futebol do Acre (Aquino Lopes) que tenha sido ele o pivô da anulação do gol legitimo do atacante celeste Neto na partida de domingo contra o Princesa do Solimões (AM), segundo informou a coluna o cronista esportivo Demóstenes Nascimento (Bancada do Esporte). No entanto, o árbitro tem sido acusado pelos dirigentes celeste do erro.

Técnico balança, mas não cai

O técnico do Real Desportivo Simonio Veiga ganhou sobrevida na Série D. Foto/futeboldonorte.com

O técnico do Real Desportivo Simonio Veiga ganhou sobrevida após duas derrotas seguida do clube na disputa do Campeonato Brasileiro da Série D. Ontem (29), pela manhã, o presidente do clube se reuniu com o treinador e colocou um ponto final na história de demissão do comandante.

Último colocado na disputa do Grupo A1 do Campeonato Brasileiro da Série D, o Real Desportivo terá como próximo adversário o líder Atlético Acreano. O confronto ocorre no domingo, às 17h, no estádio Florestão.

AS CURTINHAS

VOU abrir minhas notinhas de hoje agradecendo as pessoas que contribuíram para que o preparador de goleiros Adriano Feitosa tivesse um velório e sepultamento digno, após ser achado morto na última sexta-feira em seu apartamento na cidade de Cobija-BOL.

ENTRE os bolivianos nossos agradecimentos aos dirigentes Pollo Cardenas e Nico Soares (Miraflores), assim como ao goleiro Pablo Siqueira, esse inclusive em contanto com a coluna logo após acharem o corpo de Adriano Feitosa.

DO lado brasileiro parabenizo o esforço do taxista Guri e do presidente interino do Alto Acre, Alessandro de Souza, assim como dos jogadores Vaca e Eduardo Silva, não se esquecendo do goleiro Thiago, com passagem pelo Alto Acre, que deixou seus afazeres na pizzaria de Xapuri para acompanhar o velório e o sepultamento de Adriano Feitosa.

SE eu me esqueci de mais alguém, peço desculpa, mas volto a parabenizar a ação de cada um neste momento de dor da família Feitosa.

Bom dia!

732

MANOEL FAÇANHA

O Atlético Acreano estreou bem na disputa do Campeonato Brasileiro da Série D. O bicampeão acreano, jogando longe da sua torcida, precisamente no estádio Zerão, em Macapá-AP, superou o Trem por 3 a 2, em jogo válido pelo Grupo 1.

Com a vitória, o bicampeão acreano divide a liderança do grupo com a equipe do Princesa do Solimões, mas o time celeste perde a ponta da tabela no saldo de gols (3 – 1).

O Galo Carijó retorna a campo no domingo, às 17h, possivelmente com a partida ocorrendo no estádio Florestão, quando faz o choque dos lideres contra o Princesa do Solimões-AM.

Jogo

Mesmo fora de casa, o Atlético Acreano iniciou o duelo jogando com personalidade e, aos 11 minutos, o meia Careca mandou a bola para a rede do rubro-negro amapaense.

Dois minutos depois, os amapaenses quase deixam tudo igual no placar, mas o goleiro Babau fez grande defesa na finalização de Wegno.

Com o tropeço em casa, o Trem tentou pressionar o bicampeão acreano, mas não tinha poder ‘fogo’.

Bem fechado e valorizando a posse de bola, o Galo Carijó ampliou a vantagem aos 39 minutos. O meia-atacante Polaco fez boa jogada pela direita serviu Eduardo. O atacante celeste não perdoou e ampliou a vantagem do time acreano.

Reação do Trem-AP

Na etapa complementar, o rubro-negro amapaense veio para o chamado tudo ou nada, pressionando o bicampeão acreano.

Aos quatro minutos, o atacante Feijão arriscou de meia distância. A bola viajou e explodiu no travessão e no corpo do goleiro Babau, indo à linha de fundo.

Na base da força de vontade, o Trem pressionava na busca do primeiro gol, mas a defesa celeste respondia bem.

Bem compactado, o time celeste trocava passe e explorava com inteligência os contragolpes. Aos 23 minutos, o atacante Eduardo entrou em velocidade na defesa rubronegra, fintou o goleiro Ferrari e mandou para a rede Galo 3 a 0!

Quatro minutos depois, o atacante Wegno ganhou no jogo aéreo e testou com violência para a rede acreana.

Nos minutos finais o Trem-AP voltou a pressionar o bicampeão acreano e conseguiu diminuir a vantagem, após cobrança de penalidade do jogador Wegno.

Trem-AP 2 x 3 Atlético

Local: Estádio Zerão, Macapá (AP)
Data: 22/05/2017
Arbitragem: Joelson Nazareno (PA)
Assistentes: Inácio Barreto da Camara e Roberto Soares dos Santos Júnior (AP)
Gols: Careca e Eduardo, duas vezes (AA); Wegno (Trem-AP)
Cartões amarelos: Tragodara e Babau (AA);

Trem-AP: Ferrari, Serafim, Brendeo, Ezequias e Caio; Jadão (Diego Piraca), Dudu, Wegno e Kariri; Lucão (Dadinho) e Ronald (Feijão). Técnico: Sandro Macapá

Atlético Acreano: Babau, Januário (Matheus), Diego, Pé de Ferro, Alfredo (Antonio Marcos); Tragodara (Olliver), Joel, Careca; Eduardo, Polaco e Neto. Técnico: Álvaro Miguéis

97

MANOEL FAÇANHA

Uma vitória sobre o Raimundo Gomes por 3 sets a 0 (27×25, 25×23 25×23), na noite da última segunda-feira (1), garantiu ao time a Jotas Academia o título de campeã do Campeonato Acreano de Vôlei adulto feminino. O confronto foi realizado no ginásio bancário da AABB/Rio Branco e garantiu o bicampeonato ao time do técnico Jânio Teles.

Apesar do resultado de três sets a zero, o time do Raimundo Gomes, que necessita vencer para provocar finais extras, valorizou e muito a vitória do adversário. Os três setes disputados foram bem equilibrados, mas a equipe da Jotas Academia mostrou mais frieza a cada final de set, assim vencendo o confronto.

Fechado a competição feminina, a Federação Acreana de Voleibol realizou mais um jogo pela disputa do estadual adulto naipe masculino. Com pouco mais de uma hora, o time da Teles conquistou o segundo triunfo na competição ao vencer a Jotas por 3 sets a 0 (27×25, 25×23 25×23).

DA REDAÇÃO

A bela Fortaleza (CE), chamada de “Terra do Sol”, será sede do 43º Congresso Brasileiro de Cronistas Esportivos. O evento está agendado para ocorrer no período de 30 de março a 1º de abril no Hotel Praia Centro.

Pelo décimo quinto ano consecutivo uma delegação acreana estará presente aos debates. Eleito mês passado para presidir a Associação dos Cronistas Esportivos do Acre (Acea), o jornalista Alberto Casas confirmou presença no encontro. O vice-presidente da entidade acreana, Manoel Façanha, também membro do conselho fiscal da Abrace, será outro acreano participantes do evento. A delegação da Acea será composta ainda pelos jornalistas Raimundo Afonso Gomes e Francisco Dandão.

Em 1975, o presidente Mauro Pinheiro fala aos presentes no congresso da Abrace. Campos Pereira (camisa listrada) representou a crônica esportiva acreana. Foto/Arquivo Pessoal de Manoel Façanha

Em 1975, Campos Pereira representou o Acre no Congresso Brasileiro de Cronistas Esportivos, ocorrido em Fortaleza-CE. Foto/Arquivo pessoal de Manoel Façanha.

Em 2009, a Abrace homenageou o jornalista Francisco José, ex-presidente da entidade. Foto/Manoel Façanha

Candidatos à presidência da ABRACE

Os cronistas Afonso Alberto e Kleiber Beltrão disputam a presidência da Abrace. Foto/Cedida

O congresso deste ano em Fortaleza elegerá a nova diretoria da entidade esportiva. O pleito ocorre no dia 31, no segundo expediente, com dois candidatos disputando o poder político da entidade. Indicado pela Associação Brasiliense de Cronistas Desportivos (ABCD), o professor e jornalista esportivo Kleiber Beltrão, 71 anos (49 deles dedicados a crônica esportiva), busca seu primeiro mandato na direção da entidade nacional. A outra candidatura pleiteante ao cargo pertence ao cronista esportivo Afonso Alberto. O candidato foi indicado pela AMCE (Associação Mineira de Cronistas Esportivos) e tem cinco décadas de serviços prestados ao jornalismo esportivo.

Vice da Acea recebe convite de Beltrão

Os cronistas esportivos Alberto Rodrigues Casas, Kleiber Beltrão e Manoel Façanha durante o Congresso de Brasília-2016. Foto/Francisco Dandão

Convidado pelo candidato Kleiber Beltrão, o jornalista Manoel Façanha, 46 anos, hoje vice-presidente da Acea e membro do conselho fiscal da Abrace, será candidato à vice-presidente para a Região Norte na chapa de Beltrão e Sérgio Carvalho (Associação dos Cronistas Esportivos do Interior de São Paulo) a disputa da Abrace.

Kleiber justificou o convite ao vice-presidente da Acea pelos relevantes trabalhos realizados pelo cronista na entidade acreana e ao bom relacionamento do mesmo com os demais membros da crônica esportiva nacional.

Delegação acreana será composta pelos cronistas esportivos Francisco Dandão, Manoel Façanha, Raimundo Afonso e Alberto Casas

Despedida

Depois de mais de duas na presidência da Abrace, Aderson Maia vai deixar o cargo. Foto-Manoel Façanha

O congresso marca a despedida da presidência de Aderson Nogueira Maia, 80 anos. O cronista cearense administra a entidade nacional desde 1995, após indicação da Associação dos Cronistas Desportivos de Pernambuco (ACDP).

Em dezembro-2015, o presidente Aderson Maia visitou as instalações da Federação de Futebol do Acre. Foto-Arquivo da Acea

Aderson Maia durante visita ao estádio Arena da Floresta fez elogios as praças esportivas acreanas. Foto-Manoel Façanha

Em 2015, o presidente Aderson Maia foi homenageado no Acre pela Acea e Federação de Futebol do Acre. Foto/Arquivo Acea

No mês de dezembro/2015, a convite da Associação dos Cronistas Esportivos do Acre (Acea) e da Federação de Futebol do Acre (FFAC), Aderson Maia visitou o Acre pela primeira vez. O cronista participou do lançamento da revista da FFAC, mas antes fez questão de conhecer os estádios Florestão e Arena da Floresta. Maia ainda teve fôlego para participar da resenha esportiva da Rádio Difusora Acreana.

Organização/apoio

A realização do 43º Congresso Brasileiro de Cronistas Esportivos é uma realização da Associação dos Profissionais dos Cronistas Desportivos do Estado do Ceará (APCDEC) e da Associação Brasileira de Cronistas Esportivos (Abrace). O evento tem apoio da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Federação Cearense de Futebol (FCF), Governo do Estado do Ceará e Prefeitura Municipal de Fortaleza.

182

A CBF divulgou na tarde desta segunda-feira (12) o Ranking de Clubes e de Federações da entidade. Com a conquista do título da Copa do Brasil, o Grêmio assumiu a liderança do ranking de clubes com 15.038 pontos.

Único representante do Norte na Série B do Campeonato Brasileiro, o Paysandu segue na liderança na região com 5340 pontos. O Papão é seguido pelo Remo e Águia de Marabá.

Com 91.732 pontos, a Federação Paulista segue à frente na lista das instituições estaduais do futebol, seguida por Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Dentre as federações, a Federação Paraense segue à frente das demais da região Norte, seguido por Amazonas, Acre e Rondônia.

Confira os 10 primeiros nortistas do Ranking da CBF:
1- Paysandu-PA (30º) – 5340;
2- Remo-PA (57º) – 1627;
3- Águia de Marabá-PA (61º) – 1479;
4- Nacional-AM (63º) – 1410;
5- Rio Branco-AC (67º) – 1291;
6- Santos-AP (72º) – 990;
7- Princesa do Solimões-AM (78º) – 855;
8 – Náutico-RR (83º) – 812;
9 – Genus-RO (87º) – 760;
10 – Atlético-AC (99º) – 614;

Ranking de Federações (NORTE):
1- Pará (12º) – 9708;
2- Amazonas (20º) – 2466;
3- Acre (21º) – 2362;
4- Rondônia (24º) – 1556;
5- Tocantins (25º) – 1488;
6- Amapá (26º) – 1447;
7- Roraima (27º) – 1420;

Fonte: Futebol do Norte

388
O meia Vanderson pegou sobra de bola e acertou um ângulo do goleiro Gabriel, do Bola 15. Foto/Manoel Façanha

O primeiro gol da AD Estrelinha saiu de um chute de Lucas Kauã para vencer o goleiro Gabriel. Foto/Manoel Façanha

MANOEL FAÇANHA

A bola rolou na manhã deste sábado (3), no campo sintético do SESC Bosque, para a decisão da “Copa Pequeninos do Senhor Sub-12” envolvendo as equipes da AD Estrelinha e Escolinha Bola 15. Porém, antes do início da partida, jogadores e comissão técnica das duas equipes fizeram um minuto de silêncio em homenagem as vítimas do voo da Chapecoense.

Com a bola rolando, o AD Estrelinha mostrou eficiência e ainda nos primeiros minutos abriu o placar. Lucas Kauã entrou em velocidade e chutou na saída do goleiro Gabriel.

O atacante Geilson (AD Estrelinha) deu bastante trabalha a defesa do Bola 15. Foto/Manoel Façanha

O atacante Geilson (AD Estrelinha) deu bastante trabalho a defesa do Bola 15. Foto/Manoel Façanha

Bem mais objetivo e querendo jogo, o Estrelinha aumentou a vantagem no placar. O meia Vanderson pegou sobra de bola e acertou um ângulo do goleiro do Bola 15.

Com a taça escapando entre os dedos, o Bola 15 conseguiu diminuir a vantagem numa boa finalização de Vinícius. Porém, ainda no primeiro tempo, o zagueiro Cláudio Henrique fez o terceiro do Estrelinha.

Na etapa complementar de jogo, o Estrelinha tratou de administrar o resultado. O Bola 15, sem alternativa na partida, apertou a marcação ainda conseguiu diminuir a vantagem do placar do time do técnico Elliton Batista, através de uma boa finalização de Victor. Porém, o placar do jogo ficou no 3 a 2 favorável ao time da AD Estrelinha.

Veja o que eles falaram

O artilheiro do torneio, o meia Vanderson recebeu sua medalha das mãos do defensor público Gerson Boaventura. Foto/Manoel Façanha

O artilheiro do torneio, o meia Vanderson recebeu sua medalha das mãos do defensor público Gerson Boaventura. Foto/Manoel Façanha

Artilheiro do torneio, com 5 gols, o meia Vanderson, explicou que apesar do nervosíssimo, o time mostrou eficiência. O atleta de 12 anos aprovou a competição e espera que novos torneios sejam realizados para contemplar a base.

O técnico do Estrelinha, Elliton Batista, comentou que a competição atingiu o objetivo. Foto/Manoel Façanha

O técnico do Estrelinha, Elliton Batista, comentou que a competição atingiu o objetivo. Foto/Manoel Façanha

O técnico do Estrelinha, Elliton Batista, comentou que a competição atingiu o objetivo, onde além de proporcionar oportunidade para a revelação de novos talentos, fez muito bem o papel de educar através do esporte.

O jovem goleiro Mikael, também da atleta do Estrelinha, explicou que o torneio foi outra grande oportunidade para mostrar seu trabalho. Foto/Manoel Façanha

O jovem goleiro Mikael, também da atleta do Estrelinha, explicou que o torneio foi outra grande oportunidade para mostrar seu trabalho. Foto/Manoel Façanha

Eleito o melhor goleiro da competição, o jovem Mikael, também da atleta do Estrelinha explicou que o torneio foi outra grande oportunidade para mostrar seu trabalho.

A coordenadora de competições da Liga das Escolinhas, Elisângela Maia, elogiou os times finalistas. Foto/Manoel Façanha

A coordenadora de competições da Liga das Escolinhas, Elisângela Maia, elogiou os times finalistas. Foto/Manoel Façanha

A disputa foi encerrada com a entrega de premiação. A coordenadora de competições da Liga das Escolinhas, Elisangela Maia, elogiou os times finalistas e convidou o ex-jogador Ferleudo Souza e o defensor público Gerson Boaventura para a entrega de troféus e medalhas.

Associação Desportiva Estrelinha conquistou o título da “Copa Pequeninos do Senhor Sub-12” de forma invicta. Foto/Manoel Façanha

Associação Desportiva Estrelinha conquistou o título da “Copa Pequeninos do Senhor Sub-12” de forma invicta. Foto/Manoel Façanha

O time da Escolinha do Bola 15 perdeu apenas uma partida na competição. Foto/Manoel Façanha

O time da Escolinha do Bola 15 perdeu apenas uma partida na competição. Foto/Manoel Façanha

MANOEL FAÇANHA

Jogando um futebol eficiente, o Rio Branco conquistou ontem (19), vagas em duas das quatro finais da 13ª edição Encontro do Acre e Rondônia de Futebol de Base. Responsável direto pelo bom desempenho do alvirrubro acreano na competição, o técnico Illimani Suares, demostrou confiança na possibilidade da conquista do título de duas categorias: pré-mirim, infantil. “os garotos estão focados e dispostos a fechar o ano com bons resultados para o clube, comemorou ele.

O adversário do Rio Branco, na decisão da categoria infantil, será o Avaí ou Roma. O jogo acabou suspenso no finalzinho da tarde de ontem (19). O Avaí vencia o confronto por 1 a 0, mas o jogo acabou suspenso por falta de energia no local da partida. De acordo com a coordenação, a partida será reiniciada na manhã de hoje.

Nesta temporada, o torneio Acre e Rondônia de Futebol de Base conta com a participação de 700 atletas dos dois estados, dividido nas categorias juvenil, infantil, mirim e pré-mirim. O coordenador do evento, desportista José Calixto (Mimi), presidente do Recriança, explicou que, além de times da capital, duas equipes de Senador Guiomard e outra de Tarauacá confirmaram presença, assim como nove equipes de Rondônia, inclusive uma de Vista Alegre do Abunã (RO).

Na avaliação de Josemir Calixto (Mimi), a competição é uma das mais importantes da região e tem como objetivo, além de proporcionar lazer e cidadania aos participantes, revelar novos talentos ao futebol dos dois estados.

Neste ano, toda a premiação do torneio regional foi patrocinada pelo goleiro Weverton, que no início da carreira fez parte do Programa Recriança. O torneio ainda tem apoio da Prefeitura de Rio Branco, Supermercado Araújo, Takigawa e Portomac.

Conforme a coordenação, as quatros finais da competição serão disputada na manhã de hoje. O palco da disputa será o estádio Florestão, iniciando pelo pré-mirim, mirim, infantil e finalizando com o juvenil.

VEJAS AS FINAIS

Pré-mirim
Rio Branco x Avaí-RO
Mirim
Estrelinha x Avaí-RO
Infantil
Rio Branco x Roma ou Avaí
Juvenil
Galvez x Bangu

Coluna do Dandão

42
Na geografia do futebol brasileiro atual praticamente não existem vagas para os times da região Norte. Prova disso é a soma dos clubes nortistas...